NOTÍCIAS

Tocantins 11:33, 17 fev 2017 Professora Wanessa Sechim avalia mudanças com a nova lei do ensino médio sancionada em Brasília

Foto: Consed

Philipe Bastos / Governo do Tocantins

A secretária de Estado da Educação, Juventude e Esportes, professora Wanessa Sechim, participou na manhã desta quinta-feira, 16, da cerimônia de sanção da nova lei do ensino médio, assinada pelo presidente da República, Michel Temer, e realizada no Palácio do Planalto, em Brasília. Na ocasião, estiveram presentes o ministro da Educação, Mendonça Filho, o presidente do Senado, Eunício Oliveira, representantes do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), além de gestores estaduais de educação de todo o Brasil.

Com a reforma proposta pelo governo federal, entre outras mudanças, os alunos do ensino médio terão mais liberdade para escolher áreas de conhecimento que queiram estudar, visando ao futuro acadêmico ou profissional. “Esse novo currículo vai se tornar mais atrativo para nossos alunos que querem entrar no mercado de trabalho ou continuar seus estudos e entrar na universidade. A proposta tem foco na autonomia do jovem para escolher diferentes itinerários formativos dentro das quatro áreas do conhecimento e atenção profissional com a atuação técnica”, destacou a professora Wanessa Sechim.

Ainda segundo a gestora, é de consenso nacional que a educação no Brasil precisa rever conceitos, discutir formas, avaliar os investimentos. Todos os indicadores nacionais e internacionais apontam que a Educação no Brasil nos últimos dez anos tem estagnado ou piorado seus resultados, principalmente no ensino médio.

“O modelo de ensino médio utilizado até então não desperta o interesse dos jovens pela escola. Seja pela defasagem entre o ensino e a realidade do aluno, seja pela falta de perspectivas, pelo excesso de disciplinas ou pela necessidade de entrar no mercado de trabalho. Esta defasagem do ensino médio atual pode ser medida pelo Ideb, estagnado desde 2011, pelo Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Alunos) e pelo número de alunos fora da sala de aula”, pontuou.

Com o novo modelo proposto para o ensino médio, a escola poderá definir uma proposta pedagógica mais eficiente e eficaz. Professores e alunos terão mais tempo e, portanto, mais oportunidades de convivência e de avanços no processo educacional. “Entendo que a principal vantagem do novo modelo está no tempo do aluno na escola. Porém, apenas mais tempo na escola não significa, necessariamente, melhor aprendizado. Mas o fato de ter mais tempo na escola é, sim, uma oportunidade de melhor trabalhar o processo ensino aprendizagem”, explicou a secretária.

Encontro em Brasília

Ainda na Capital federal, a secretária participa de encontro do Consed com os demais secretários de Educação do país para debater a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Deverão estar presentes no encontro, que será realizado entre os dias 16 e 17, a secretária executiva do Ministério da Educação, Maria Helena Guimarães, o secretário de Educação Básica do MEC, Rossieli da Silva, e a secretária de Articulação com os Sistemas de Ensino, Regina de Assis.


Tags: Tocantins TO Seduc TO