NOTÍCIAS

Sergipe 00:05, 27 mar 2017 Governo de Sergipe avança na ampliação de escolas de ensino médio em tempo integral

Secretário de Educação de Sergipe, Jorge Carvalho Governador do Estado, Jackson Barreto Secretário de Educação de Sergipe, Jorge Carvalho Governador do Estado, Jackson Barreto Governador do Estado, Jackson Barreto Governador do Estado, Jackson Barreto Governador do Estado, Jackson Barreto Secretário de Estado da Educação, Jorge Carvalho
Foto: Eugênio Barreto Seed SE

Início das atividades de formação das equipes escolares, que atuarão nos centros experimentais de ensino médio, concretiza mais uma etapa do processo de implantação de escolas em tempo integral

O Teatro Tobias Barreto, em Aracaju, foi palco nesta segunda-feira, 27, da cerimônia de abertura da Formação das Equipes Escolares do Programa de Educação em Tempo Integral Escola Educa Mais. Realizada pelo Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seed), a atividade de capacitação faz parte do processo de implantação de escolas em tempo integral na rede pública estadual de ensino, que, a partir do próximo mês de abril, iniciará gradativamente a ampliação do número de escolas que ofertarão o ensino médio em tempo integral.

Dirigindo-se ao público presente na solenidade, ao abrir o evento ao lado do governador de Sergipe Jackson Barreto, o secretário estadual de Educação, Jorge Carvalho, fez uma explanação sobre como se dará a ampliação da implantação desse modelo em Sergipe.

Ele contextualizou a implementação do ensino em tempo integral na rede pública estadual, ao tempo em que abordou os resultados apresentados pelas unidades de ensino que já implantaram esse modelo.

De acordo com Jorge Carvalho, o primeiro passo importante do governo estadual para consolidar a ampliação do número de escolas estaduais de ensino em tempo integral, que saltará de quatro para 37 unidades até o final de 2018, foi a publicação dos editais de seleção dos profissionais que atuarão nestas unidades de ensino, que resultou na inscrição de 1.042 professores, candidatos às 251 vagas abertas para este processo.

“Todos que aqui estão presentes nesta cerimônia se submeteram e obtiveram aprovação nos processos seletivos destinados a esta finalidade, e, portanto, foram escolhidos meritocraticamente. Com isso, todos vocês serão também responsáveis por tornar realidade os sonhos e projetos de vida dos jovens sergipanos, a partir da oferta de um ensino público cada vez melhor”, afirmou.

Infraestrutura

O secretário Jorge Carvalho aproveitou a oportunidade para explicar a escolha dos colégios que integram o Programa Estadual de Ensino em Tempo Integral. Segundo ele, dentre os critérios adotados pelo governo de Sergipe na seleção destas unidades, foram considerados indicadores de qualidade como o IDEB, optando pelas que apresentaram resultados mais baixos em relação à média da rede, e as mais carentes em relação à infraestrutura.

“Assim fizemos, por considerarmos que são justamente essas unidades às quais devemos priorizar, pois a partir da adesão que fizeram ao Programa de Fomento à Política de Implementação do Ensino em Tempo Integral, elas terão ao longo dos próximos 10 anos, asseguradas por lei federal, recursos para investimento em sua infraestrutura”, destacou.

Carvalho explicou ainda que a ampliação da implantação desse modelo de ensino se dará de forma gradativa e, ao fazê-la, o governo estadual aumentará consideravelmente a oferta de vagas no ensino médio integral, saltando de uma matrícula de 3% (1.825) nessa modalidade de ensino em 2016, para 42% (25.969) até o ano de 2021. Essa medida visa a atender a dispositivos previstos no Plano Nacional de Educação (Lei nº 13.005, de 25 de junho 2014) e no Plano Estadual de Educação (Lei Estadual nº 8.025/2015), os quais estabelecem que a Educação em Tempo Integral deve ser ofertada em, no mínimo, 50% das escolas públicas até 2024.

Portarias

Na solenidade de abertura da Formação das Equipes Escolares, a Seed fez uma entrega simbólica das portarias de nomeação dos profissionais do Magistério da Rede Pública Estadual de Ensino que atuarão nos Centros Experimentais do Ensino Médio, contemplando um representante de cada uma das funções que estes profissionais desempenharão: professor, gestor escolar, secretário escolar, coordenador financeiro e coordenador pedagógico.

De acordo com a coordenadora do Núcleo Gestor de Escolas em Tempo Integral (NGETI/Seed) e presidente da Comissão Especial do Processo Seletivo Simplificado Nº 05/2017 e Nº 06/2017, Franci Alves, a formação se estende até a próxima sexta-feira (31), e o candidato que não comparecer será desclassificado e substituído automaticamente por outro da Lista Geral de Classificação por Diretoria de Educação (DEA, DRE 01, DRE 05, DRE 06, DRE 07, DRE 08, DRE 09), seguindo a ordem de classificação.

Os profissionais que participam desta formação trabalharão nas unidades de ensino que ofertarão o ensino médio em tempo integral e foram selecionados pelo Governo de Sergipe que, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seed), publicou dois editais, sendo um deles destinado para a função de professor de educação básica (Edital Nº 05/2017) e o outro para as funções de gestão escolar (Edital Nº 06/2017).

Formação

As atividades da formação iniciadas nesta segunda estão sendo desenvolvidas pela Secretaria de Estado da Educação em parceria com o Instituto de Corresponsabilidade pela Educação (ICE), uma entidade sem fins lucrativos que apoia a implantação do Programa Estadual de Educação em Tempo Integral. O Instituto concebeu e implanta há mais de 10 anos um modelo de escola em tempo integral no qual todos os esforços convergem para o desenvolvimento do Projeto de Vida do Jovem.

Consultora do ICE, Ruani Cordeiro apresentou na cerimônia de abertura da formação os detalhes do ciclo da implantação do modelo de ensino em tempo integral na rede estadual e o cronograma de desenvolvimento do processo de implantação.

"No modelo de escola em tempo integral o jovem aprende a escolher a partir do que ele quer construir para a sua vida. Assim, o Projeto de Vida é o objetivo principal da proposta, e espera-se que o jovem construa seu projeto partindo do que aprende na escola e que o aprendizado faça parte da sua escolha", afirma Franci Alves, ao elencar o Protagonismo e o Projeto de Vida dos alunos como componentes do segundo dia de formação.

Partes presentes e indissociáveis do modelo de escola em tempo integral, a Tutoria e Pedagogia da Presença serão abordadas no terceiro dia da formação, no qual serão também discutidos o Estudo Orientado - um suporte didático para a compreensão dos conteúdos e para a progressão dos estudos -, o Guia de Aprendizagem e as Disciplinas Eletivas.

"Os temas das eletivas são construídos em conjunto por professores e estudantes e as informações contidas nos Projetos de Vida podem ajudar a construir os temas das disciplinas que serão disponibilizadas ao aluno", ressalta a coordenadora do NGETI/Seed.

Segundo Franci Alves, o quarto dia de formação será dedicado ao estudo da Tecnologia de Gestão Educacional, e na sexta-feira (31), no Teatro Tobias Barreto, os profissionais encerrarão a formação com a elaboração de um Plano de Ações.

"O Programa de Educação em Tempo Integral está inserido no conjunto de ações do Governo de Sergipe na área educacional e alinhado às diretrizes do Plano Estadual de Educação", salienta Alves.


Tags: Ensino Médio Sergipe SE ENSINO INTEGRAL