08:45, 7 jun 2017
Educação Ambiental

Escolas do Pará orientam estudantes a cuidar do meio ambiente

Foto: Portal Seduc

No Dia Mundial do Meio Ambiente, comemorado dia 5 de junho, estudantes e professores da rede pública estadual reforçaram, por meio de ações desenvolvidas nas unidades de ensino, a contribuição das escolas para a preservação das condições ambientais do Planeta Terra. Por meio da didática e criatividade dos professores em sala de aula e em projetos e ações interdisciplinares, alunos e alunas assimilam os princípios relacionados a ecossistemas naturais, para que possam, desde crianças e jovens, cuidar da diversidade existente na natureza. Essa iniciativa de docentes e estudantes, em sintonia com o quadro técnico da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), ganha relevo particular nas escolas em funcionamento na Amazônia, que reúne a maior bacia hidrográfica e a maior floresta tropical do mundo.

Para a pedagoga Marizete Martins, diretora de Educação Infantil e Fundamental da Seduc, a atuação das escolas na educação ambiental mostra-se indispensável para a construção de uma sociedade que preserve mais as condições ambientais. “Com esse trabalho, as escolas formam adultos sustentáveis, ou seja, cidadãos com a consciência de que é indispensável cuidar do meio ambiente na própria casa, na escola, na cidade. São trabalhados nas escolas temas como a poluição do ar e das águas, por exemplo; o cuidado que se deve ter com o lixo; a reciclagem de material e a contribuição que cada cidadão, em qualquer idade, pode dar para a manutenção da Terra”, pontuou.

Para marcar o Dia Mundial do Meio Ambiente, estudantes da Escola Estadual Esther Bandeira, no bairro da Sacramenta, foram às ruas nesta segunda-feira. Orientados pelos professores, os alunos portaram cartazes com dizeres de cunho ecológico para chamar a atenção de cidadãos para os cuidados necessários à preservação do meio ambiente.

Experiências

A educação ambiental nas escolas estaduais envolve o plantio de mudas em hortas comunitárias e em espaços das unidades escolares. Em geral essa ação, orientada por professores, envolve estudantes do Ensino Fundamental. Nas escolas estaduais Carlos Guimarães e Valdomiro Oliveira, no bairro do Benguí, são desenvolvidos projetos nesse sentido. O tema do meio ambiente é trabalhado nas escolas ao longo do ano, como um conteúdo que interage com todas as disciplinas da grade curricular.

Nas escolas estaduais de Ensino Técnico do Pará (Eetepas), a preocupação ambiental está presente, inclusive, com pesquisas de iniciativa de equipes de alunos. Na Eetepa Magalhães Barata, os estudantes desenvolvem o protótipo de um carro movido à energia solar. O carro leva o nome de Etemb, em homenagem ao nome da própria escola. O projeto indica o cuidado dos alunos para com a poluição ambiental provocada por veículos movidos a combustível.

Estudantes da Eeetepa de Paragominas desenvolveram projeto para contribuir com a preservação do igarapé localizado em quase toda a extensão da área urbana do município. A Eeetepa de Tailândia desenvolve o projeto de Agente de Transformação das Relações do Homem com a Natureza, entre outras ações de cunho ambiental. Um irrigador sustentável de baixo custo foi elaborado por alunos da Eetepa Juscelino Kubitschek. A conservação da biodiversidade amazônica é tema de projeto da Eeetepa de Vigia de Nazaré. Esses e outros projetos foram apresentados por estudantes e professores na XXI Feira Pan-Amazônica do Livro, no Hangar, como parte de sensibilização de cidadãos a partir da prática escolar relacionada ao meio ambiente.


Texto: Eduardo Rocha

Fotos: Rai Pontes

Ascom/Seduc


Compartilhar

Outras Notícias