23:45, 10 mai 2017
Ensino Médio

Consed discute Tempo Integral, Educação Profissional e Ensino Regular no GT do Ensino Médio

Foto:

O Conselho Nacional de Secretários de Educação promoveu nesta quarta-feira (10), mais um encontro do GT do Ensino Médio, em parceria com o Itaú BBA. O evento ocorreu no Centro de Formação Paula Souza, em São Paulo, e reuniu técnicos das secretarias estaduais de educação de todo o país, nas áreas de Ensino Médio em Tempo Integral, Educação Profissional e Ensino Médio Regular.

Para o secretário de Educação do estado da Paraíba e coordenador do Grupo de Trabalho, Aléssio Trindade, a reunião consolida a integração das três áreas. “Daqui vai sair um plano de ação para cada área, ainda no próximo mês, a partir do curso que está sendo ministrado pelo Instituto Insper. É uma atividade muito produtiva no sentido de implantar políticas de Ensino Médio em Tempo Integral, Profissional e Regular, articuladas à nova linha da reforma do ensino médio”, destacou Trindade.

A avaliação feita pela assessora do Itaú BBA, Ana Inouê, também foi positiva. “Esse grupo de técnicos dos estados é muito comprometido, que pensa bastante sobre as questões práticas, mas também sobre as questões de concepção do Ensino Médio, logo, as discussões são muito ricas. Hoje, a gente começou a pensar e discutir a implementação e todos os problemas que podem vir daí, ou seja, como vamos resolver a formação de professores, o currículo, como será administrada a diversidade que existe dentro de cada rede”, explicou Inouê.

“Estamos discutindo as possibilidades e, cada vez mais, ampliando as discussões já iniciadas nos três encontros anteriores, de tal maneira, que o GT agora começa a ganhar uma direção mais fática para o que queremos, na medida em que verificamos modelos que permitem o desenvolvimento desta nova proposta. Muitas dúvidas ainda existem, porque vamos quebrar essa cultura do ensino médio que temos, de uma grade curricular”, avaliou Júlio Gregório Filho, secretário de Educação do DF e coordenador do GT.

Para ele, as proposições ficam difíceis de serem entendidas porque “o raciocínio comum sempre nos leva ao que temos vigente no país. Esses encontros são muito importantes e daqui pra frente, acredito que estaremos amadurecendo. Não temos mágicas para algumas situações complicadas que aqui foram apresentadas, mas a discussão nos levará para situações melhores do que temos atualmente no Ensino Médio do Brasil”, continuou Gregório Filho.

Quem também participou do encontro foi a secretária de Educação do estado de Minas Gerais, Macaé Evaristo. Segundo ela, as secretarias estaduais de ensinam enfrentam um grande desafio, que é continuar o debate sobre as mudanças no ensino médio. “Minha avaliação é positiva, acho que tivemos aqui um momento bom de diálogo, trazendo as preocupações dos diferentes estados, mas também com uma grande preocupação de conseguir dar um passo à frente e começar a trazer proposições para que possamos  avançar numa política de educação integral no ensino médio, que dê conta da diversidade de contextos que nós temos no nosso país”, concluiu Macaé.

Compartilhar

Outras Notícias